TJDFT lança cartilha e divulga dados de violência contra pessoa idosa

Facebook0
Twitter200
Instagram0
WhatsApp
FbMessenger

Loading

O teor da cartilha e as estatísticas relativas à violência contra idosos serão divulgados em coletiva de imprensa no dia 15/6, às 10h.

Nesta quarta-feira, 15/6, Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa, a Central Judicial do Idoso (CJI) lança a Cartilha Quem Nunca? e divulga dados estatísticos relativos à violência praticada contra pessoas de 60 anos ou mais, do Distrito Federal. A apresentação será realizada em coletiva de imprensa, no Espaço Multifuncional, localizado no 10º andar do Bloco A do Fórum de Brasília. Os jornalistas não precisam realizar credenciamento prévio, mas devem apresentar identificação do veículo para o qual trabalham e usar máscara nas dependências do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJDFT).

A Cartilha Quem Nunca? aborda mitos e estereótipos presentes no imaginário social acerca da velhice e busca identificar atitudes preconceituosas contra a população idosa. O trabalho está alicerçado na ideia de que a ressignificação da velhice é imprescindível para que se possa construir uma sociedade que respeita e valoriza os seus idosos, garantindo-lhes dignidade, autonomia e independência nessa fase da vida. “Não é possível permanecermos preconceituosos em relação ao envelhecimento”, explica a juíza Monize Marques, uma das coordenadoras da CJI. “Somente desmistificando situações corriqueiras de práticas discriminatórias pode-se promover a dignidade na velhice. O combate à discriminação etária, também conhecida como ageismo, etarismo ou idadismo, deve ser feito de forma intencional”, ressalta.

A magistrada também apresentará a Cartilha à ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Cristiane Britto, na tarde do mesmo dia, durante o Seminário Nacional sobre Violência contra a Pessoa Idosa. O evento faz parte da Campanha Nacional de Enfrentamento à Violência contra a Pessoa Idosa e terá transmissão simultânea pelas redes sociais do Conselho Nacional dos Direitos da Pessoa Idosa (CNDI).

CJI

A Central Judicial do Idoso, que em outubro completa 15 anos de funcionamento, é fruto de uma parceria entre o Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJDFT), o Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) e a Defensoria Pública do DF. É um projeto pioneiro no Brasil destinado à pessoa idosa do Distrito Federal que tenha seus direitos ameaçados ou violados e que necessite de orientação e atendimento na esfera da Justiça. Clique AQUI para saber mais sobre a CJI.                                           

Fonte: TJDFT

Visite-nos pelo https://linktr.ee/cartoriodesobradinho

(Siga o Cartório de Sobradinho no Instagram)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine e fique por
dentro de nossas
últimas notícias!

Balcão Virtual Extrajudicial!

Certificado
E-notariado

Veja Mais

RECOMENDAÇÃO DO CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA DISPÕE SOBRE MEDIDAS PARA EVITAR ATOS DE VIOLÊNCIA PATRIMONIAL CONTRA PESSOA IDOSA

Loading

RECOMENDAÇÃO CNJ Nº 47/2021A CORREGEDORA NACIONAL DE JUSTIÇA, usando de suas atribuições constitucionais, legais e regimentais, eCONSIDERANDO o poder de fiscalização e de normatização do Poder Judiciário dos atos praticados por seus órgãos (art. 103-B, § 4º,I, II e III, da Constituição Federal);CONSIDERANDO a competência do Poder Judiciário de fiscalizar

Prazo de entrega de declaração do ITR acaba nesta sexta

Loading

Quase 5 milhões de documentos foram enviados à Receita Os proprietários rurais de todo o país precisam ficar atentos. Acaba nesta sexta-feira (30), às 23h59min59s, o prazo de entrega da Declaração do Imposto sobre a Propriedade Territorial Rural (ITR) 2022. O envio começou em 15 de agosto. Segundo o balanço

DICA DE LEITURA: “A BRUXA DO POETA”, DE OTTO LARA RESENDE

Loading

A dica de hoje do jornalista Anderson Olivieri – responsável pela comunicação do Cartório de Sobradinho – é a crônica “A bruxa do poeta”, de Otto Lara Resende: Eu não tenho o direito de enjoar a bordo do Brasil. Não sou passageiro de primeira viagem. Foi o que disse, quando

Olá visitante!

Institucional

Telefone: (61) 3298-3300

Endereço: Quadra Central Bl. 07 Loja 05

Receba nosso boletim semanal exclusivo com notícias de direito notarial e registral

Fique por dentro de todas as nossas novidades e serviços

 

Conheça também nossa página de Serviços e nosso Blog 

Também não gostamos de Spam, manteremos seus dados protegidos, Veja nossa política de privacidade