DICA DE LEITURA: “NA GRANDE ÁREA”, DE ARMANDO NOGUEIRA

Facebook0
Twitter200
Instagram0
WhatsApp
FbMessenger

Loading

A dica de hoje do jornalista Anderson Olivieri – responsável pela comunicação do Cartório de Sobradinho – é a crônica “Na grande área”, do saudoso jornalista e cronista Armando Nogueira. A crônica abaixo manteve a grafia do tempo em que foi escrita – 21 de novembro de 1969:

Um amigo me telefona, cedinho, para insister na reação do primeiro momento: gostara de ver Pelé fazer o milésimo gol, mas preferia que não fosse de pênalti porque, “de pênalti, não teve muita graça”.

Assim também chegara a pensar o próprio Pelé, antes de ver a bola morrer (ou nascer) no fundo da rêde. Tanto que ameaçou refugar, coerente com afirmações anteriores de que se lhe tocasse encerrar o balanço com gol de pênalti, passaria a bola a outro jogador.

E, no entanto, na hora de fazer o gol-símbolo de sua vida, Pelé não poderia merecer do futebol distinção maior: o estádio imenso, o silêncio musical da multidão, a côrte de parceiros e rivais em tôrno dele, imóveis; a bola, proibida de todos, a seus pés – e uma eternidade para chutá-la, pois só aí a lei do futebol oferece o privilégio de estender indefinidamente o jôgo até que se cumpra de todo o ritual do pênalti.

O gol de ação, o gol de movimento – esse, Pelé já fêz 999 vêzes, chutando bolas suadas, bolas sangrentas, bolas mortas, bolas vivas, divididas.

O gol dos deuses, bola no peito, três dribles verticais, um chute mortal – Pelé já fêz tantos.

O gol dos meninos, quantos Pelé já não fêz?, driblando defesas inteiras?

O gol dos espertos? Pelé já fêz: um dia, num córner, enlaçou o braço no braço de um beque e gritou em desespero: “Está me agarrando!” O árbitro marcou pênalti, Pelé chutou e fêz o gol.

O gol dos sonsos, Pelé também já fêz, capengando, de mentira, na meia-lua, e logo surgindo na pequena área, encontro marcado com a bola, antes do córner, antes do jôgo, muito antes de tudo e de todos.

Faltava-lhe, porém, fazer o gol feito, que é o gol da multidão, o gol de todos os testemunhos, o gol que ninguém no estádio, por descuido ou infortúnio, deixasse de ver, florescendo de seus pés, como já disse, tão amados.

Era preciso, sim, o cerimonial de um pênalti para nos compensar de tantos gols bonitos que êle fêz nesse milhar e que nos escaparam na vertigem da ação coletiva.

Abençoado é o pênalti que não castiga, mas gratifica: quando Pelé, no fundo da rêde, beijou mil vezes a bola do seu gol-símbolo, o estádio viveu um instante de libertação – e Pelé, mais um de consagração. Éramos, ali, uma doce multidão de crianças, reencontrando a bola da nossa infância.

Nunca, que eu saiba, a multidão participou tanto de um gol, pesadelo e sonho de Pelé – e de todos nós.

Fiquemos, pois, com a graça de uma noite de reencontro.

Que dêle seja a bola que renasceu com êle, no instante de um gol-sacramentado.

Visite-nos pelo https://linktr.ee/cartoriodesobradinho

(Siga o Cartório de Sobradinho no Instagram)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine e fique por
dentro de nossas
últimas notícias!

Balcão Virtual Extrajudicial!

Certificado
E-notariado

Veja Mais

Informativo de Jurisprudência do STJ destaca regime da comunhão universal de bens

Loading

Processo: Processo sob segredo de justiça, Rel. Min. Marco Aurélio Bellizze, Terceira Turma, por unanimidade, julgado em 24/05/2022, DJe 31/05/2022. Ramo do Direito: Direito Civil Tema: Regime da comunhão universal de bens. Divórcio. Imóvel doado com cláusula temporária de inalienabilidade. Bem incomunicável. Separação de fato. Termo do regime de bens.

TJDFT: CONCURSO PARA NOTÁRIOS E REGISTRADORES

Loading

O Presidente do TJDFT suspendeu, por meio de decisão proferida no PA 0017976/2018, a sessão pública de escolha de serventias do Concurso Público de Outorga de Delegações de Serventias Extrajudiciais de Notas e de Registro do Distrito Federal, que estava marcada para esta quinta-feira, 28/1, às 14h30, em razão de decisão

“Balcão do Corretor”: uma novidade incrível para corretores e corretoras

Loading

O Cartório de Sobradinho busca soluções inovadoras para modernizar suas atividades e prestigiar os corretores e corretoras. O Balcão do Corretor constitui importante avanço na transformação digital dos serviços notariais. O Balcão é um canal de atendimento direto e on line entre corretores e corretoras com escreventes autorizados e tabeliães.

Olá visitante!

Institucional

Telefone: (61) 3298-3300

Endereço: Quadra Central Bl. 07 Loja 05

Receba nosso boletim semanal exclusivo com notícias de direito notarial e registral

Fique por dentro de todas as nossas novidades e serviços

 

Conheça também nossa página de Serviços e nosso Blog 

Também não gostamos de Spam, manteremos seus dados protegidos, Veja nossa política de privacidade